16 de mar de 2011

Ser especial.

Eu estive pensando e observando umas pessoas... Bem, algumas dessas pessoas que eu observei vivem dizendo "Seja diferente, seja você mesmo, não esteja na modinha". 
Pausa.
Ok, voltando... "Não esteja na modinha". Bom, muitas são as pessoas que hoje em dia curtem a modinha. Modinha hoje são os garotos coloridos do Restart, o Justin Bieber e sertanejo, não é? 
Bom, todo mundo já gostou de alguma coisa que foi modinha. E todo mundo gosta de alguma coisa que provavelmente algum dia já foi modinha. Nem precisa ser moda para todo mundo, mas desde que seja moda para um determinado grupo, as pessoas já ficam nervosas. O que é isso, ciúmes cultural?

Sabem, todo mundo gosta de ter uma coisa só sua, uma banda que só você ouve, uma roupa que só você usa. Mas... as vezes pode ser que ninguém da sua família ou na sua escola use, mas... e no mundo? TEM MUITA GENTE IGUAL A VOCÊ POR AÍ!
Claro que, ninguém vai pensar completamente igual a você, nem ter o mesmo rosto que você, e nem fazer muitas coisas que você faz. Mas isso não impede uma outra pessoa de gostar das mesmas coisas que você. 
A um tempo atrás moda era gostar de Charlie Brown... e Charlie Brown é muito bom.
Hoje em dia, se você se denomina rockeiro, quer dizer que você TEM que ouvir AC/DC. Olha, eu não ouço AC/DC, mas sou apaixonada por rock. 
Todo mundo está cercado por moda. Todo mundo vive para a modinha. Não adianta dizer que se você ouve Oasis, ou se você gosta de Star Wars, ou se você é Potter-maníaco você não está na modinha. Bom, você não está na modinha no seu grupo de amigos, mas no mundo, tem muita gente que gosta das mesmas coisas que você. Isso é moda também. É tendência e é cultura. Pode não ser a cultura mais rica do mundo, mas cada um tem a sua, e isso cabe a cada um de nós respeitar. 
Vou dar um exemplo: Minha banda favorita é o Red Hot Chili Peppers. No meu grupo de amigos, essa não é a banda favorita de nenhum deles, portanto, não estou na modinha. Mas... e se eu fosse em um show do Red Hot.. ou se eu vivesse em uma cidade onde TODOS ouvem Red Hot? Eu não estaria na modinha? 

Todo mundo que ser especial. Mas ser especial não depende do que você ouve ou do que você veste. Depende do que você é por dentro... dentro do seu coração e dentro da sua mente. Se você é uma pessoa de opinião e gênio forte, você é uma pessoa especial. Não é ouvir sertanejo ou rock que vai te fazer especial. 
Quer ser especial? Corra atrás e seja uma pessoa melhor do que você é. Você será muito mais respeitado por tratar bem uma pessoa do que simplesmente usar a mesma calça amarela que ela.

Um comentário:

  1. Adorei, falou tudo, é sempre bom podermos ler o que nos reforça a ser o que somos, obviamente, "quando se é"! Abração

    ResponderExcluir