29 de set de 2010

Poemas de Yuri Taglieri

Não sei fazer poemas de amor:

Caminhando ao sol, à ele encarando face a face
ao lado da estrada uma poça de agua suja
demorou para consciencia limpar-se
mas está limpa, cristalina a dita cuja

Quanto mais ando, mais enxergo a vida ilusória
e os sonhos não devemos nem pensar em viver
pois assim, sempre iremos cair na mesma história
e se perder e fugir da realidade do nosso ser

Por que só no escuro vemos a beleza das estrelas?
e só nas quedas, desabrocham pessoas especiais?
e nos baixos da vida, desaparecem as interesseiras?
somos humanos, só nos cabe deixar tudo para trás

De nada sei, desconhecido andarilho nato
não vou levar minha saudade para onde eu for
da felicidade para tristeza é só um salto
querida, eu não sei fazer poemas de amor

Seria um Parnásio:


Ainda vive, agora clandestina, no meu pensar
a lembrança, aqui, quis tirar um descanso
tão confortável e acomodada na sala de estar
quanto mais eu corro atrás, menos eu alcanço

Eis o segredo, é não buscar sem algum limite
pois o jardim não tenta encontrar o beija-flor
e quando a paixão bater à porta, não hesite
rima clichê, rima clichê, somos nada sem amor

Aqui, a perfeição deve ter algo imperfeito
hoje nada é e não será como tudo foi antes
mesmo assim, há sempre algo a ser feito

Sorte honrosa sua, não sou poeta de escárnio
sim, apesar de tudo gosto de poemas simples
ai ai, de pensar que isso seria um parnásio

Frustrações da Ângela.

Oi pessoal...
Hoje eu vou falar sobre as minhas notas na escola, e de como tudo lá é muito injusto.
Sabem, eu não sou o tipo de aluna que todo professor amaria ter. Eu converso, eu brinco na sala...
Mas eu faço as tarefas e quando se trata de estudar, eu estudo sim!
Tenho dificuldade em exatas, mas eu estudo mesmo assim... eu sei que vou precisar.
Esse bimestre eu não fui tão mal nas provas assim, fui até bem. Tirei 10,0 em química, coisa que nunca passou pela minha cabeça. Mas sabem o que mais de irrita?
É que eu estudei MUITO para as outras provas também, e não tirei notas tão boas. Mas os alunos que dormem nas aulas, que conversam a aula inteira e que TODOS os professores chamam atenção durante as aulas, tiraram mais notas boas do que eu!
Tiraram de 7,5 à 9,0 e eu que estudo feito uma camela fiquei com notas ruins. 
Sabem, todo dia de prova, esses alunos sentam uns perto dos outros para poderem colar e quem estuda igual um condenado fica com as piores notas.
Será que os professores não vêem que os alunos os quais eles chamam atenção e que não prestam atenção nas aulas deles, são os que mais tiram nota?
Olha, não tem nem como eles tirarem nota nas provas, não notas tão boas... Porque eles NÃO ESTUDAM EM CASA! Chegam na escola no dia da prova e começam a se organizar pra poderem colar. E eu que estudo igual maluca, que fico estudando física igual uma presidiária, vou mal.
Será que a solução é colar?
Será que eles preferem notas boas à receberem mérito por alguma coisa?
Eu sei que eu prefiro receber méritos merecidos.

26 de set de 2010

Meu fim de semana.

Mais uma vez vou preencher o tédio de meus leitores com o tédio de meu fim de semana.
Assisti o mesmo filme 4 vezes, "What girls wants" e comi três bacias cheias de pipoca. Fiz uma porção de pulseiras com pedrinhas redondas e coloridinhas. Ficaram fofas as pulseiras, o problema é que agora elas não saem do meu braço.
Fiz bolo de chocolate com a minha mãe e também fiz torta. Fiquei assistindo filme com a Ju aqui em casa e depois apareci num churrasco com gente adulta. O que não me chamou muita atenção. 
Fiz várias coisas que para mim são interessantes, mas a pior coisa do fim de semana foi ir ao mercado.
O que será que as pessoas vão fazer no mercado além das compras?
Sabem, eu estava tentando ir ao corredor dos produtos de festa de aniversário para comprar aquelas bolinhas de chocolate que coloca-se em cima no bolo. Eu consegui pegar, mas antes... até conseguir chegar ao corredor foi um sacrifício. 
As pessoas param no corredor para conversar! Mercado não é ponto de encontro! Quer se encontrar? Vai na praça! Ou no shopping, ou qualquer outro lugar!
Eu parei no mínimo quatro vezes para esperar umas senhoras terem compaixão de mim e me deixar passar. Elas paravam no meio do corredor para comparar preço das margarinas e falar sobre as suas netas.
Sinceramente, cheguei a achar que elas começariam a trocar receitas ali, porque elas NÃO SE MEXIAM!
E eu ali... esperando elas terem a boa vontade de me dar licença.
Enfim, o post de hoje é basicamente isso. Falar da terrível experiência que é ir ao mercado. É a coisa que eu mais odeio fazer na vida!

22 de set de 2010

Depois de alguns séculos... Oi!

     Sabem, fiquei sem escrever por um tempo porque minha inspiração acabou.
     Sério, eu não fazia idéia sobre o que escrever e então hoje fiquei com uma vontade louca de escrever.
     Escrevi muito porque tive que estudar para física e para geografia, mas estudar não é bem a coisa que mais me inspira. Fui ouvir música e me deparei com um texto que eu havia escrito a algum tempo. Claro que, como ele era repleto de bobagens, joguei-o fora sem dó nem piedade. 
     Hoje eu estava pensando em falar sobre pessoas arrogantes, de novo. E também de como pessoas que não são arrogantes, e que antes eram como anjos na nossa vida, se transformam em algo totalmente diferente daquilo que pensávamos que ela fosse.
     Não vou falar o nome da pessoa de quem falarei hoje, mas se você, leitor, for uma pessoa esperta, vai perceber logo de quem estou falando.
     Sabem aquele tipo de pessoa que não era nada antes e só por fazer alguma coisa interessante fica se sentindo a ultima bolacha do pacote? Pois é, me deparei com algo essa semana que me deixou chocada.
     Eu não sabia que as pessoas eram tão baixas. Bem, eu sabia que as pessoas faziam de tudo para ficarem conhecidas, e temos tido exemplos disso, que são o PC Siqueira e o Felipe Neto. 
     Mas existem pessoas que por ficarem conhecidas por quase todo mundo, ficam se achando os melhores.
     Não concordo com a atitude de uma pessoa, a qual eu estava citando antes.
     Essa pessoa, depois de fazer sucesso, começou a ser arrogante. Começou a fazer tudo que lhe vinha na cabeça, sem se importar com o que magoaria algumas pessoas. Essa pessoa simplesmente se tornou idiota e não aceita críticas. Para uma pessoa crescer, tanto na vida pessoal quanto na profissional, é preciso críticas. Mas existem pessoas que começam a se achar tão importantes e tão melhores que os outros, que simplesmente acham que sempre estão certas. 
     Não, idiota! Você não está certo em tudo. Em boa parte sim, mas você é um ser humano e pode muito bem estar errado como todos os outros. 
     Se eu falasse tudo isso na frente da pessoa, eu já sei o que ela responderia. E continuaria a mesma pessoa insegura, infantil e idiota que é. Pobre garota...

20 de set de 2010

Novo blog em breve.

         Oi pessoal, faz um tempinho que já não escrevo. Não que muitas pessoas leiam meu blog, mas as que gostam de ler, espero que gostem também dessa notícia:
         Eu quero muito ser fotógrafa. E todo fotógrafo precisa de críticas, tanto positivas quanto negativas. Então começarei a postar as fotos que tiro em meu novo blog, "Imagem é diversão!".
         O nome do blog não é muito original, mas é o mais legal que eu encontrei. Espero que gostem pessoal, em breve!!!

10 de set de 2010

Por que os idosos implicam com tudo?

     Oi, galera.
     Bom, hoje meu post é dedicado às pessoas que gostam de irritar as outras.
     Eu moro em um prédio e moro no apartamento do térreo. Minha vizinha do lado está grávida e hoje eu a encontrei enquanto entrávamos no bloco. Ela estava acompanhada de duas senhoras amigas dela e um menininho, filho de uma das duas senhoras. Eu a cumprimentei e voltei segui para meu apartamento, foi então que a dona Ivete (quase como uma bruxa do 71) apareceu. 
     Só para vocês entenderem, a dona Ivete implica com tudo o que acontece no prédio quando o assunto são as crianças. É que bem na frente do apartamento dela, mora uma moça com três filhos, uma moça que já está na faculdade e dois meninos. Um de 15 anos e outro de 9. O de 8 deixa a bicicleta e os outros brinquedos na frente do apartamento dele, o que não atrapalha a dona Ivete, já que os brinquedos ficam no corredor e o apartamento dela não fica no corredor. Mas ela gosta de implicar com ele. E hoje, quando eu, a minha vizinha grávida e as outras duas senhoras estávamos entrando no bloco, ela saiu e começou a reclamar dos brinquedos do menino.
     A grávida, que não suporta mais a dona Ivete assim como eu e minha mãe, ficou ouvindo-a pacientemente.
     A dona Ivete até olhou para mim e gritou: "Eu estou errada?!!". Eu não sabia o que fazer e respondi: "Não, é claro que não, dona Ivete." A grávida e as outras perceberam o jeito como eu respondi e uma delas deu risada.
      Mas o que a dona Ivete não percebe, é que nem todo mundo vê problemas onde ela vê. Pessoas idosas que não fazem nada o dia inteiro gostam de reclamar de tudo ao redor delas, e é isso que ela faz. A dona Ivete reclama que os meninos gritam quando brincam lá fora. Bom, vejamos.. Temos um pátio enorme, com uma garagem também enorme, um quiosque bem de frente para a piscina e aqui no prédio são em torno de 9 crianças. Ela ainda quer que todos eles fiquem quietos? Acho que ela deveria é arranjar alguma coisa para fazer, como um tricô ou alguma aula de yoga. Chega de ficar reclamando dona Ivete, não é problema ter brinquedos na frente de um apartamento onde tem crianças. É a senhora que fica implicando a toa!

7 de set de 2010

Vergonha.

Mãos suando, corpo todo gelado, barriga quente, o cérebro parece que vai sair voando e eu, particularmente, não consigo parar de piscar e enrolar as palavras.
Cada pessoa tem seu jeito próprio de demonstrar nervosismo e vergonha. Mas porque essa MALDIÇÃO?
Sim, é uma maldição! 
Por exemplo, quando você vai falar com um menino supor bonito e de repente as suas mãos começam a suar, e ai você começa a se perguntar se ele está vendo, ou então você começa a se preocupar em parecer legal, e ai você começa a falar de coisas que você imagina que ele goste. Mas então você começa a pensar no que está passando pela cabeça dele e você vira para você mesma e diz "Caramba, o que é que eu estou fazendo?". Quando chega nesse ponto, suas pernas já estão tremendo e você já está sem ar. Ou suas pálpebras estão abrindo e fechando como os olhos daqueles personagens fofinhos com olhos enormes. 
Se você passa por tudo isso quando fala com um menino, é minha amiga, você pode ter certeza de que isso tudo só tende a piorar com os anos. 


+ Recomendo hoje: Tonight, Tonight.- Smashing Pumpkins.

6 de set de 2010

Pessoas ignorantes e estúpidas me irritam.

No sábado, quando eu estava na frente do prédio esperando meu pai ir me buscar, eu vi o vizinho do prédio gastando a maior água. Sabem, ele tem um netinho pequeno, e eu até entendo que ele estivesse molhando o quintal para o menino não ficar mal com o tempo seco.
Mas o que me deixou bolada foi que ele, em vez de molhar e logo desligar a mangueira para gastar menos água já que estamos na seca, ficou parado conversando com a esposa.
Eu fui pedir para ele não gastar tanta água porque podiam cortar a água na casa dele e que já estavam fazendo isso nas ruas de cima. Mas educadamente ele respondeu "Vai cuidar da sua vida, moça".
Me virei e fui embora, eu sinceramente detesto lidar com gente estúpida. Mas quando faltar água na casa dele, ele irá entender o que eu quis dizer.

Fim de semana, feriado e futuro.

Esse foi o fim de semana que eu mais dormi. Sim, eu passei metade do fim de semana dormindo e comendo, o que foi incrivelmente maravilhoso.
Me deparei com algumas coisas que me deixaram nervosa e outras que me deixaram feliz. Como por exemplo: comer torta de sardinha.
Vocês ai vão ler isso e falar "Nossa, eca, que nojo. Torta de sardinha!". A não ser que você já tenha comido, eu não te dor  permissão para falar mal das tortas de sardinha, porque elas são divinas!
Eu tinha planejado contar tanta coisa hoje nesse post, mas eu não lembro de absolutamente nada.
Acho que eu só me lembro de algumas coisas... então vou fazer um jogo de frases, só para deixar o post menor.

Fui para a crisma no sábado, o que me deixou com calor.. já que.. estava muito quente. Voltei e fiquei esperando meu pai vir me buscar. Ele me buscou na casa da minha mãe e fui para a casa dele. Assisti ele jogar futebol, vi ele brigando com o jogador do video-game. Achei isso ridículo. Fui para a casa do amigo do meu pai e assisti um filme lá, comendo pizza. Comi a pizza mas dormi durante o filme. "A dama d'água", não assistam, é horrível e dá sono! Acordei no domingo e fui para a casa da tia da Larissa (esposa do meu pai). Conversei com a única pessoa da família da Lari que me entende. O Pedro, primo da Lari. Comi torta de sardinha. Comi muita torta de sardinha e tomei coca-cola. Tomei MUITA coca-cola. Lembrei da Giovanna e da Lara (Caneta Estourada) falando que meus ossos vão se desmaterializar de tanto eu beber coca. Voltei para casa no fim da tarde e joguei Café Mania. Tomei banho e fui assistir A Feitiçeira. Assisti TV sozinha até tarde. Assisti Jennie é um Gênio, Star Wars, Scooby-Doo. Tomei mais coca assistindo TV e fiquei toda babada por causa do Canino. Acordei hoje de manhã e briguei com o meu pai. Briguei com a minha avó sobre eu querer fazer curso de fotografia. Tomei banho e fui jantar. Jantei e tomei mais coca (aliás, estou tomando coca nesse momento também). Ouvi música dos anos 50, 60, 70 e 80. Ouvi (como todos os dias) Red Hot Chili Peppers. Brinquei com o Canino e ele babou em mim e na minha roupa. Tomei outro banho por causa do Canino. Tive que sair do banho para impedir que ele bebesse água da privada. Tive que limpar a privada. Joguei futebol com o meu pai. Perdi de 8 x 0. Joguei guitar hero com ele. Ganhei não lembro de quanto. Mas ganhei jogando Barracuda. Estou na frente do computador, escrevendo um post sobre meu feriado. Terminei o post exatamente às 21: 16. (:

2 de set de 2010

Eu e minhas paixões! ♥

Hoje eu resolvi fazer uma lista das coisas que eu mais gosto na televisão, que passaram e que ainda passam... Ou então filmes favoritos, bandas, séries, desenhos... então se liga ai galerinha que lê o blog:


Cartoons

                                         
                                                               Rock N' Roll
Scooby-Doo

                                               
Star Wars


Walt Disney Pictures


Tartarugas Ninjas


ACME


Roupa Xadrez


Anos 60


Lambretas/ Vespa.


Harley Davidson


Carros


Bom, gente... Eu gosto de tantas coisas, mas só de ver tudo isso, acho que vocês já até conseguem me conhecer melhor, espero que tenham gostado!

É bom ou é ruim?

     A minha semana foi tranqüila e foi bem divertida. Tive meus momentos tristes, mas isso sempre passa.
Eu sempre quis ser escritora, e tenho um livro quase pronto... Eu tenho tantas idéias, tenho tanta criatividade, mas na hora de escrever, me dá uma preguiça!!!
     Mas ontem eu recomecei o livro. Escrevi boa parte do primeiro capítulo de novo e estou revisando tudo o que eu fiz até hoje. Claro que não foi muita coisa, foram somente três capítulos. Sim, só três, já que eu deixo as coisas ruins da minha vida tomarem "conta" do meu eu, eu sempre acabou deixando o livro de lado. Mas eu pretendo voltar a todo vapor agora e reescrever a história. Estou muito animada e meus sonhos cresceram... Então sei que posso conseguir o que eu quiser. 
     É, eu acho mesmo que eu consigo fazer grandes coisas... Eu até tirei 10 em química essa semana. Bom, foi 9,0, mas com a correção eu fico com 10! Eu nem sei como eu consegui essa proeza, mas parece que ir todos os dias na escola a tarde está realmente adiantando alguma coisa! 
    Sabem quando nós paramos e pensamos: Será que isso é bom ou é ruim? Bom, eu sei que muitas coisas são ruins, mas hoje eu estava pensando... Todo mundo fala que nós devemos prestar vestibular, e que isso vai ser bom para nós. Ok, vai ser bom... sim, vai. Mas eu sou obrigada a isso? Parece que a minha família e a escola está atropelando tudo! Estou no primeiro colegial! Tudo bem que é importante eu estudar para prestar vestibular depois, mas acho que eu não estou na escola só para isso! Que coisa chata, gente! Não tem um dia que eu não ouça a palavra "vestibular". Hoje a Sra. M entrou na sala para falar do PAS (vestibular seriado) e foi dando uns recados para a classe. Eu fiquei pensando nisso depois, porque eu não quero perder toda a maior parte da minha juventude estudando para o vestibular. Eu sei que é importante demais, mas a alguns anos, o vestibular era tratado como a porta de entrada para o seu futuro. Mas hoje em dia as pessoas querem que nós escolhamos o nosso futuro aos 15 anos! E por isso criaram a porcaria do "Auxilio profissional". Uma coisa é ter auxílio profissional quando você está no cursinho, outra coisa é ter no primeiro colegial. Tudo bem que as pessoas tem um IDEIA do que quer fazer quando está no primeiro colegial. Mas não tem uma ideia formada completamente! Daqui a pouco as crianças vão estar no pré e a escola falando de vestibular para eles. Será que vocês conseguiram entender o meu drama? Não precisam concordar comigo, só entendam meu ponto de vista. Eu acho horrível ficarem cobrando tanto de adolescentes de 14 e 15 anos o que elas querem fazer quando tiverem 30 anos! É muito cedo ainda, nossa mente ainda está em formação. Deixem-na se formar primeiro, não atropelem as coisas!!!