25 de fev de 2011

Arte é uma coisa, funk é outra.

Esses dias eu estava conversando com um amigo meu a diferença entre sertanejo e música. Bom, eu respeito quem gosta de sertanejo, e não culpo ninguém, afinal, moramos no interior, na cidade do Boi Gordo, é claro que o sertanejo é a música mais valorizada aqui. Mas eu ouvi uma coisa saindo da boca de uma garota de 17 anos que me deixou assustada. Ela disse "Funk é arte para a minha alma". 
Eu desejei do fundo da minha alma que ela estivesse falando do James Brown, mas eu sabia que ela não estava.
Como eu já deixei bem claro, eu, mesmo não gostando de certos tipos de música, eu aceito as diferenças. Afinal, quem cresce ouvindo uma coisa, vai ouvir a vida inteira, mas, mesmo que você cresça ouvindo funk, não deveria ser considerado "arte" para ninguém.
No funk não é preciso tocar violão, ou guitarra, ou bateria, ou baixo, ou gaita, ou saxofone, nada! Não tem nenhum músico alí. Não tem nenhum artista alí. Tanto no sertanejo (o de raiz) e no rock, ou na MPB, ou no samba, há alguém tocando, cantando (e quase sempre, na maior parte das vezes, com uma voz maravilhosa), mas no funk não é preciso saber cantar e ter uma voz bonita. Só é preciso competir com outro"funkeiro" e ver quantas vezes você consegue dizer a palavra "bunda" ou "sexo" em menos de 3 frases. 
Funk não é arte. Funk é sexo explícito numa caixa de som. 
Já ouviram falar que música é reflexo do nível cultural do país? É, acho que isso me faz pensar que estamos realmente na merda. Acho que eu até consigo entender os poetas da segunda geração romântica do Brasil. Os caras eram pessimistas e não viam futuro para o país, achavam que morrer era a melhor solução. Por isso bebiam e fumavam como loucos. Penso que se isso fosse hoje em dia, eles estariam se drogando e cortando os pulsos pra ver se a morte vinha mais rápido, porque se a música reflete a cultura de um país, somos um país de bundas.

PS: acho que agora eu consigo entender porque vem tanto estrangeiro pro Brasil na época do carnaval.



Funk Norte-Americano, James Brown. O pioneiro do funk original (:
Discografia:
Live at the Apollo
In the Jungle Groove
Star Time
20 All-Time Greatest Hits
Get On the Good Foot
The Payback
Hell

Maceo Parker, outro homem do funk original, cantor e saxofonista norte-americano de soul, funk e jazz.
Discografia:
1970 Doing Their Own Thing
1974 Us People
1975 Funky Music Machine
1989 For All the King's Men
1990 Roots Revisited
1991 Mo' Roots
1992 Life on Planet Groove
1993 Southern Exposure
1994 Maceo
1998 Funk Overload
2000 dial: MACEO
2003 Made By Maceo
2005 School's In!
2007 Roots & Grooves

Funkeiro Brasileiro
Discografia:
Fim.

23 de fev de 2011

Cada coisa que somos obrigados a aturar...

Eu estou agradecendo a Deus por ter me colocado no caminho certo. Vou começar a fazer inglês em uma escola ótima, considerada uma das melhores da cidade. PORÉM, mesmo com um bom professor e um ótimo material, o meu problema tem sido as três garotas mais insuportaveis da sala.
Quando digo insuportaveis quero dizer insuportaveis mesmo. Chatas, metidas, acham que o mundo gira em torno delas só porque as belezinhas tem dinheiro. Na verdade, quem tem são os pais delas, não elas. Eu estou lá por convênio do trabalho da minha mãe, assim como um amigo dela. E a partir de hoje as minhas aulas começam. Eu estou atrasada por ter entrado depois no curso, mas o que eu não consigo entender é porque essas três meninas estão gastando e desperdiçando o dinheiro do pai delas com o inglês se elas nem ao mesmo dão valor. 
Uma delas, a qual sentei ao lado nas últimas duas aulas começou a rir de mim do nada. Só pelo fato de eu não saber responder o que o professor havia pedido. Eu não sabia se ria da ignorância completa dela, ou se sentia pena. Depois de um certo tempo ela me fez uma pergunta a qual respondi com toda educação e imponência que consegui juntar dentro de mim: "Se eu tiver mesmo que responder isso, não vai ficar nada bom para o seu lado". 
Depois disso continuei seguindo o livro e tentando acompanhar a aula. 
Eu sei que eu não deveria ligar pra isso e pra elas. Mas são três garotas que irritam demais e eu sinceramente não sei viver com pessoas desse tipo. Não gosto de pessoas arrogantes e que acham que todos devem fazer o que elas querem só pelo fato delas terem dinheiro. Eu poderia ser a dona do continente Americano inteiro, mas tenho absoluta certeza de que eu não seria como elas e muito menos pior que elas. 
Enfim, para concluir, meu estresse com essas garotas está passando. Depois do que eu respondi a uma delas, ela passou a ser educada comigo, e meio que está tentando puxar meu saco. Vou deixar que ela faça assim, desse modo será uma a menos pra me perturbar. Estou lá pelo inglês, e não para fazer amigas. Amigas já tenho as melhores, não quero mais (:

9 de fev de 2011

Let's get physical, physical.

Eu sempre fui uma garota sedentária. Quando eu era criança minha prima queria brincar e ao chegar na casa da minha avó a primeira coisa que saía da boca dela era "Vamos brincar do que, Ângela?". Eu, como sempre, deitada no sofá como um saco de batatas jogado e imóvel respondia "Nada, Bruna, sossega". Mas depois que eu fiz 14 anos eu comecei a perceber umas gordurinhas aqui e outras alí. Eu não ligo de pesar 50kg, o que eu não gosto é de ter pança. Sabem aquela coisa na frente da barriga? Aquele amontoado de salgadinhos e refrigerante mal digeridos que ficam tumultuados na nossa frente? Então.. é ISSO que eu não gosto, e é ISSO que eu tenho.
Enfim, depois de muito... mas muito esforço e muita insistência de algumas pessoas, incluindo meu pai, eu resolvi começar a academia junto com uma amiga minha, a Lara (Caneta Estourada). Nós duas agora estamos fazendo aulas de Step, Jump, Aero-Box e qualquer coisa que nos faça perder peso. Não que seja meu objetivo central, o que eu quero é perder aquela batata recheada gigante no lugar da minha barriga.

Bom, espero conseguir meu objetivo até o fim do ano pelo menos, se fosse até o meio do ano seria melhor, mas como eu não sei fechar a boca para coisas gordurosas e MEGA calóricas, eu acho que vai demorar um pouco mais. 
Uma coisa que falaram hoje na aula e que eu acho que vou conseguir comprovar amanhã é que quando as modelos ou atrizes dizem que elas fazem academia todos os dias, elas estão mentindo porque o corpo dói muito e elas estariam bem casadas, mesmo fazendo todo dia e acostumando ao ritmo. Bem, vejam o meu caso, amanhã terei de ir para a escola com cadeira de rodas. Vou implantar rodinhas na cadeira da escola e pedir para as minhas amigas me empurrarem, porque segundo as minhas amigas eu vou estar com uma dor infernal.


PS: Essa foto ao lado é totalmente enganosa. As mulheres não ficam lindas assim na academia. Ficamos destruídas, fedendo e sem esse sorriso no rosto. Na verdade, eu e a Lara saímos da academia falando do churrasco de domingo. Saímos da academia falando de comida. Fazer o que, gordo faz gordice, rs.

5 de fev de 2011

O melhor vídeo de Star Wars do mundo.

Seja mais Woodstock você também!

     Para muitas pessoas Woodstock é aquele passarinho que anda com o Snoopy. Bem, é também, mas... Acho que o nome foi inspirado no Festival de Woodstock, 3 dias de paz e música. O Festival, até onde eu sei, deveria acontecer na cidade de Woodstock no estado de NY já que era lá a cidade onde vivia Bob Dylan. A população não aceitou e o evento foi levado para  Bethel, a uma hora e meia da cidade. Esse festival exemplificou a era hippie do início dos anos 70. O primeiro festival durou quatro dias e 38 artistas e mais os meus favoritos, tocaram lá: Joan Baez, John Sebastian, Santana, Grateful Dead, Janis Joplin, Joe Cocker e Jimi Hendrix, fizeram do festival o maior símbolo musical de todos os tempos. Nos quatro dias do festival, haviam mulheres e homens nus andando por todos os cantos e ninguém estava preocupado com perversão ou coisa do tipo. Claro que sempre há pessoas que valorizam o sexo de um jeito errado, mas quem estava lá, estava para curtir a boa música e ficar em paz. Claro que houveram confusões e nem tudo foi mil maravilhas, mas foi em 1994, na segunda edição do Woodstock que a coisa ficou feia. Para comemorar os 25 anos do Woodstock, 250 mil pessoas se reuniram para ouvir Red Hot Chili Peppers, Green Day, Aerosmith e Metallica e mais 36 bandas. Claro que o festival não foi bem o que todos esperavam, devido à reputação do primeiro evento. Por isso, quando fala-se de "Woodstock" as pessoas só lembram do primeiro. Ninguém faz questão de lembrar do último em 94. Bom, uma vez eu ouvi "Você já é uma moça. Tem que parar de se vestir como uma moleca. Tem que passar a usar salto alto e parar com essa coisa meio "woodstock". Eu não vejo nenhuma garota hoje em dia ser assim como você".  Bem, o segundo Woodstock pode não ter sido ótimo, mas o primeiro foi. 

     O primeiro, que é símbolo musical até hoje, foi bom. Havia música, amor e paz, como o próprio nome diz. Não vejo problema em ser meio "Woodstock". Não é uma coisa ruim. É uma coisa boa. Envolve paz e música, quer coisa melhor? Rs. Então, tenho a resposta para quem me disse isso: Eu agradeço por se importar comigo, eu amo muito você, muito mesmo. Mas eu sou assim, não vou deixar de ser assim só porque os outros querem ou não gostam. Eu não vou me vestir com uma sandália de salto alto e uma blusa branca com flores só porque os outros acham bonito. Eu também acho lindo, mas não em mim. Eu não me sinto bem assim. Se na sua visão eu sou "Woodstock", então, eu agradeço por isso também. 
Bem, a moral de hoje é: Se você é criticado pelo seu jeito de vestir ou pelas músicas que você ouve, seja mais Woodstock você também (:

4 de fev de 2011

Gente nova, de idade e de mente.

Eu conheço uma garotinha, de 12 anos, mas por respeito a ela eu não citarei nomes, ta?
Bem, como eu disse, ela tem 12 anos. Está naquela fase de "um dia eu amo aquilo e no outro já odeio", sabem?
Mas esses dias eu fiquei intrigada com ela... Estávamos conversando, e isso já era um pouco tarde, e perguntei "Você ainda gosta de Restart?" e ela me respondeu "Aff, aqueles coloridinhos esquisitos? Não, não gosto deles, aquela merda!".



Eu fiquei como o Haroldo aí em cima. Até três dias atrás, antes de eu conversar com ela, ela simplesmente era DOIDA por Restart. Ela foi no show deles que teve aqui e tem trilhões de posters no quarto dela. Como ela simplesmente diz "Aquela merda". Não que eu não ache, pois acho isso da banda também, mas ela simplesmente mudou de gosto do dia pra noite e passou a ouvir Nirvana. 
Eu fiquei pasma de início, mas depois fiquei mais tranquila porque pelo menos agora ela tá ouvindo música de verdade. Hoje ela estava ouvindo Bon Jovi, rs.
Mas sabem, não era bem dela que eu queria falar, foi só um exemplo. Ela, com 12 anos, fazer uma coisa dessas é uma coisa, mas o problema é quando você já é um marmanjo e deveria, pelo menos, ter um pouco mais de cérebro.
Um ser da minha sala, que era colorido, até onde eu sei, queimou a própria calça colorida só porque os outros meninos estavam caçoando dele. Eu penso assim: Mesmo que você goste de uma coisa ruim, de algo sem conteúdo, assuma. Se você é assim, assuma. É como ser homossexual. Se você é gay, assuma. 
Enfim, quando eu soube desse episódio desse ser queimar a calça porque estavam tirando uma com cara dele, não consegui pensam nada mais do que "Que idiota". 
Bom, a moral de hoje é, rs.: Se você é algo que as outras pessoas não costumar gostam, mandem todos a merda e se assuma, você será mais feliz assim (:

(Meu blog não irá virar um blog de auto ajuda, pessoal, rs).