8 de jun de 2011

O que andam pensando de você? Que mania de maturidade!

Hoje durante a aula substituta de história, o professor passou uma atividade didática na qual todos os alunos diriam o que pensam uns dos outros.
No final do exercício, eu recebi minha folha de volta. E claro, haviam coisas boas e ruins.
Cada aluno deveria dizer um ponto positivo e um negativo, e as criticas construtivas deveríamos aceitar e as que achássemos banais, deveríamos simplesmente ignorar. 
Bom, depois de ler e reler a minha folha diversas vezes, me deparei com uma frase de uma colega de classe. 
"Você deve parar de escolher seus amigos a dedo". 
Olhem, a um tempo atrás eu e uma amiga brigamos feio, e desde então não somos mais amigas. Somos colegas de classe, mesmo andando no mesmo grupo de amigos. Mas, eu nem ao menos fiquei chateada com o que ela disse. Entretanto, o que essa garota disse, me magoou um pouco e me deixou pensativa.
Fui perguntar para um amigo meu se eu fazia isso mesmo e ele respondeu: "Claro que sim! E isso é bom. Eu também faço isso".
Bom, a questão é a seguinte: Ela tentou ser minha amiga? Não. Ela tentou se aproximar de mim? Não. E eu também não tentei me aproximar dela, o que quer dizer que eu não quis ser amiga dela. 
Nós nos aproximamos e viramos amigos das pessoas que achamos que vale a pena, e como é que vamos saber quem vale ou não a pena se não escolhermos a dedo?
Ela faz isso. Aliás, faz isso muito mal, mas faz. Todos fazemos. Por que as pessoas tem mania de falar das pessoas se elas também fazem o mesmo?
E não preciso nem falar sobre as pessoas que disseram na folha de outros amigos meus "Você é muito infantil", "Seja mais maduro". Por favor, vão procurar mais o que fazer.

2 comentários:

  1. Passando para conhecer o teu Blog!!! Também participo da Cia dos Blogueiros!!!
    Bjs
    Um Ótimo Final de Semana!!!
    http://www.luceliamuniz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Bom texto, se puder da uma visitada no meu blog, só perdoe certo radicalismo que adotava na época http://acabouocafe.wordpress.com/2010/11/23/ve-se-nao-cresce/

    ResponderExcluir